Powered by ProofFactor - Social Proof Notifications

Imersão com Anderson e Brenda


A imersão é algo que vai muito além da ideia de auto-conhecimento, é na verdade o encontro com sua real essência!

Quando surgiu a oportunidade de estar presente na imersão de São Paulo, confesso que imaginei que seria um evento que mesclaria dança com algo envolvendo meditação, ou algo parecido.  

Chegando no primeiro dia, a primeira impressão que eu tive foi a melhor possível. Foi notável ver a entrega, simpatia e carisma de Anderson e Brenda com todos os presentes.

A forma como conduziam as apresentações, a introdução sobre o que é a imersão, prendia a atenção até mesmo de pessoas que nunca tiveram contato com esse mundo, como eu por exemplo.

Ao escutar a explicação sobre como deixamos o nosso “eu superior” aprisionados conforme crescemos, pude entender uma série de limitações que imponho em minha vida, de momentos que me privo de viver e acima de tudo, sobre os traumas e medos enfrentados ao longo do caminho.

imersão

Isso tudo acontece apenas nos primeiros minutos do primeiro dia de um final de semana que promete ser um divisor de águas na vida de todos os presentes, que estão ali por diferentes motivos.

Mas, uma coisa que todos os participantes da imersão têm em comum é a certeza que após o final de semana, tudo será diferente.

Sábado de Imersão

Minha experiência, foi totalmente de observação, e mesmo assim quero deixar registrado, o quanto me senti envolvida com todos os acontecimentos. Um dos primeiros exercícios acontece como um verdadeiro mergulho dos participantes nos seus pensamentos.

Deitados eles são instruídos a localizarem seu interior através da respiração. Com orientações de mentalização de paisagens ao som de uma música suave, com o cheiro agradável do incenso, pude observar a entrega de cada um deles, alguns chegam a tal ponto de relaxamento, que chegam a adormecer.

imersão

Uma das lições mais presentes na imersão, é a gratidão, a  gratidão sobre absolutamente tudo. Gratidão pela sua existência, por seu corpo, por tudo! Esse ensinamento é colocado à prova, quando todos despertam e são encorajados a olhar nos olhos do companheiro ao lado, é como se novas pessoas surgissem, com uma nova energia, com uma nova visão.

Essa percepção de nova energia aumenta cada vez mais com o passar do evento, que durante todo o dia abordou os conceitos reais de “toque” e “sentir”, da importância do entendimento e reconhecimento da dualidade.

Para finalizar o primeiro dia, Anderson e Brenda mostram de forma prática todo o poder do sentir, através dos 5 sentidos. O mais interessante de tudo, é ver o impacto causado em cada uma das pessoas, em cada ação realizada.

imersão

O primeiro dia encerra, com as pessoas totalmente afetadas e sensíveis ao mais mínimo toque, entendendo de uma vez por todas o que é de fato sentir.

Domingo de concretização

No segundo dia o meu estado de espírito era totalmente outro, e a energia presente amplificou tudo isso. Não sei como descrever, mas apenas de estar ali, independente da participação ou não me afetou de forma incrível.

Agora imagine os participantes? Era como se fossem outras pessoas, apenas quem realmente estava lá, pode entender o que estou querendo retratar. Era como se novas pessoas estivessem ali.

Todas estavam vibrantes, reluzentes e totalmente entregues. Para aumentar a energia ainda mais, o corpo é preparado ao som de músicas totalmente animadas, que despertam toda a “infantilidade” que todos nós acabamos esquecendo.

imersão

Aliás, a “infantilidade”, esse lado criança de ser, é um dos pontos abordados no último dia, que é carregado de muito humor e diversão. Com vários exercícios bem interessantes e que divertem, Anderson e Brenda finalizam a imersão cumprindo sua missão.

Aquelas pessoas que chegaram na manhã de sábado realmente não são as mesmas, elas passaram a se conhecer de forma real. Passaram a ter um novo olhar sobre o outro, passaram a entender a importância de sentir de verdade e como o toque se transforma quando você entende tudo isso.

O fato de que estou aqui no blog escrevendo sobre a Imersão, faz a minha percepção um tanto suspeita, eu sei disso! Mas, eu posso garantir e isso é algo que independente de que você acredite ou não nas minhas palavras, conhecer o Anderson e a Brenda, mudou a minha vida.

Mudou minha forma de pensar sobre tudo ao meu redor, sobre o quanto o meu medo e a vergonha acabaram me levando a perder momentos incríveis, sobre o quanto eu posso fazer, sobre o quanto eu posso ser feliz se apenas me permitir.


A imersão me abriu os olhos para o real mundo, esse que com a correria do dia-a-dia deixamos para trás, sabe?!

A imersão não é um evento de dança, mas você pode dançar. Não é uma terapia, mas você aprende a se entender e se descobrir. Não é uma terapia de casal, mas você descobre como dar e receber amor. Não é um evento de meditação, mas você se conecta com o “seu eu superior”.

A imersão não é nada disso, mas é tudo! É um momento que todos precisam vivenciar, para sentirem o seu real impacto.

A “magia” presente naqueles dias é algo que eu nunca vou esquecer, tudo aquilo que ouvi e presenciei é algo que sem dúvida alguma quero viver na prática. Não vejo a hora de participar da Imersão de São Paulo no próximo ano, para que a transformação completa aconteça em minha vida.

Por agora, o que eu tenho a dizer é: Obrigada Anderson e Brenda, por esse  trabalho incrível que eu tive a honra de presenciar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *